terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

O que é bom o tempo conserva

Quando eu era adolescente tinha “bronca” das meninas que ficavam ouvindo New Kids on the Bloch. Achava “infantil” demais, algo que não tinha conteúdo, eram 5 rapazes bonitos fingindo cantar só para ganhar dinheiro. Antes deles já tinha estourado o Menudo por aqui, e tivemos as “armações” no Brasil também como Dominó, Polegar, Tremendo e por ai vai.

Mas é tudo moda, e como não são verdadeiros acabam logo.

Hoje vejo meus alunos agindo como eu agia, eles recriminam Justin Bieber, One Direction, Anita, Naldo e por ai vai.

Vivo dizendo que nenhum deles estará fazendo sucesso daqui a dias (meses ok?) e isso não será nada do que já foi um dia, basta lembrar alguns “artistas” que caíram no recente esquecimento como Perlla, MC Serginho, Créu, Leozinho, Tati Quebra Barraco, Restart, Cine e por ai vai.

Se você olhar a musica dos Beatles é respeitada até hoje, musica feita na década de 60, pega exemplo de brasileiros como Roberto e Erasmo, Chico e Caetano, ou até do rock dos anos 80 como Ultraje a Rigor, Engenheiros do Hawaii, Legião Urbana que até hoje são marcantes.

Esses sim são artistas que desafiaram o tempo, se propuseram a fazer musica por amor e estão até hoje em todos lugares.


Não se chateie com o conteúdo da TV, veja que até os artistas que cantavam com a bunda de fora no axé já sumiram, como diria o clássico do recém falecido Nelson Ned “Mas tudo passa, tudo passará”

4 comentários:

  1. uffa.
    Esta bandeira também é a minha, porém, eu continuo irredutível com estas "novidades", detesto, me recuso, e ponto. Quando se trata de modinha e porcaria... passo longe.
    Não tem como, é incompatível uma pessoa que gosta de Beatles e os demais artistas que vc citou acima, gostar de funk ou axé... seja o que for, preconceitos à parte, nos dias de hoje é difícil encontrar uma música de qualidade, não disse que não existe, hehe, apenas é difícil.
    Conhece aquele cantor Bruno Mars? Adooro, é um artista novo com jeitão de velho. Se eu pensar um pouquinho mais, vou lembrar de outros, mas este me veio logo à cabeça.
    Ainda bem que quase tudo passa, né?!
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Parecia até eu à escrever, em se falando de música nacional brasileira.

    Cazuza, Rau Seixas, entre outros eram músicos, e artistas de verdade, cujas letras, poesias cantadas, continuam à servir como referência, nos dias atuais.

    Alguns querem ser artistas. Outros conseguem ser por serem simplesmente quem são.

    Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente! Ótimo texto...é por aí! Coisas boas ficam...eternizam! Porque tem conteúdo e nos tocam. Tem muita diferença ter talento e não ter. Mas o tempo mostra independente da época! Ainda bem!!!

    ResponderExcluir
  4. Concordo! E agradeço certos cantores "passarem", não aguentaria ficar muito tempo com eles rs.

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.