quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Troquei de tênis.


Queria e precisava caminhar mais, ir mais longe, ultrapassar limites, barreiras, pessoas.

Quando eu o calcei já senti a diferença, me imaginei em lugares nunca dantes caminhados por mim ou por outro ser humano.

Comecei a andar, logo senti algo no pé, uma dor, um formigamento, não havia percebido que eu já tinha gasto minha sola, e que o problema não era o tipo do calçado, mas sim eu mesmo.

Pois é, a maioria das vezes o problema está embaixo de nosso nariz, mas a gente teima em trocar a camisa, a calça, o sapato, as meias, e nunca trocamos a cabeça.

5 comentários:

  1. Muito interessante sua metáfora. Gostei do texto.

    ResponderExcluir
  2. Para "trocar" a coisa certa é necessário algumas admissões...Difícil,né!?

    abraços

    ResponderExcluir
  3. Gostei!

    Aproveito para deixar o endereço do meu blog
    http://viagemsemretorno.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Engraçado o que escreveu ,diria mesmo excelente,abraços

    ResponderExcluir
  5. HAHA! adorável texto!
    Boa Noite! não se esqueça de passar no meu blog =)

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.