segunda-feira, 9 de abril de 2012

A brincadeira não tem hora para acabar


Eu sempre tive muitos brinquedos, e soube brincar com eles. Sim, no começo eu os destruía como toda criança acaba fazendo erradamente.

Na casa da minha mãe ainda tem algumas pérolas guardadas, as quais ainda posso me dar ao luxo de ver, montar, contar historia e relembrar uma grande época da minha vida.

Tem playmobil, tem bonecos do He- Man, do Comandos em Ação, jogos como Cai não cai, Imagem & Ação, Ludo, Senha, Banco Imobiliário, jogos e consoles do Atari e Master System....

Fiz um pequeno vídeo com um brinquedo que eu sempre quis ter que foi o Ferrorama, eu lembro que acabei eu mesmo comprando com dinheiro do meu trabalho (comecei a trabalhar com 14 anos) e um belo dia me presenteei com esse trem que, era uma febre, mas que depois de o ter percebi que eu só tinha o trabalho de montar e desmontar, afinal ele “brincava” sozinho...

Fica ai a recordação.

3 comentários:

  1. Me bateu uma nostalgia boa rs...
    Tbm tive muitos brinquedos devido ao meu pai ter trabalhado na Estrela e assim como vc tbm destrui alguns deles e uma lembrança inesquecível foi eu ter colocado fogo em uma das minha bonecas (Amiguinha edição limitada Bruxa do Oeste) nem preciso dizer o pq fiz isso néh. Enfim guardo uma em perfeito desde os meus 7 anos de idade.
    Bjs e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Olá Ronaldinho.
    vVocê me inspirou para que eu faça uma postagem sobre minhas brincadeiras infantis, que por sinal, já há muito tempo.
    Muitas coisas na vida, descobrimos mais tarde que não valeu o esforso.
    Vale curtir os brinquedos guardados. Eu ainda os curto.
    Beijo
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderExcluir
  3. Teu blog é ótimo, parabéns!

    Vem conhecer o meu:
    leiakarine.blogspot.com

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.