quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Você é o que você lê


Outro dia li na revista Super Interessante que o Brasil é um dos países em que menos se lê livros/obras literárias.

Nele um professor da USP dizia que a “culpa” são dos próprios professores que fazem alunos de 15 anos lerem livros como “Dom Casmurro” de Machado de Assis. Sabe de quando é essa obra??? Do distante ano de 1899 , só de 113 anos atrás.

Você já leu “Dom Casmurro”? Lembra da história ou de alguma coisinha? Lembra dos termos utilizados? São de que época?

Pois ai se explica tudo. O aluno hoje tem internet, onde pode ler (sim, ele pode ler na internet, no celular, no IPad) milhares de coisas que ELE GOSTE. E olha que nos últimos anos tem aumentando e muito a vendagem de livros no Brasil (não vamos entrar no detalhe se é sobre sagas, Best Sellers ou clássicos).

Amo ler, mas na época escolar eu não suportava, pois me obrigavam a ler esses tais clássicos e o que eu queria ler ninguém se importava... eu leio o que eu quero e o diz respeito a minha vida (não, eu não leio livros falsos de auto ajuda). Eu não me lembro de nada que esses excelentes escritores disseram em seus livros (e me causa estranheza as pessoas declamarem algo deles no facebook...) li por obrigação, e não tenho a mínima idéia do que se trata a maioria desses livros.

Compreendo que não da para o professor chegar à sala de aula e “quero que cada um leia um livro e faremos uma atividade”, mas porque não conversar antes, ver as sugestões dos alunos e decidir por pelo menos um livro que eles gostem?

Meu temor é que a resposta seja assim do professor “Ai não, imagina eu ter que ler isso?” eu desconfio que muito venha da preguiça de alguns professores do que da evolução da escrita.


8 comentários:

  1. Bom dia!
    Sou professora há 32 anos.Minha paixão é a leitura.Arrumei estratégias para meus alunos lerem.
    Tenho um livro toda semana que levo comigo e deixo em cima da mesa.Durante as atividades dou uma espiadinha.Muitos me perguntam sobre ele.E isso dá certo e acabam lendo.Mas se o professor não lê,como querem que as crianças leem?

    Grande abraço
    se cuida

    ResponderExcluir
  2. Concordo parcialmente com leituras de obras obrigatórias que não fazem parte da realidade dos jovens alunos, mas... (sempre tem um mas)cabe ao professor despertar o interesse dos alunos, e isso se dá já na infãncia. Ler Machado de Assis aos 15 anos não seria nenhuma coisa d'outro mundo se os professores dissessem aos alunos o que buscar nesta leitura. Foi feliz por escolher o tema !
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Assino em baixo!! É por aí mesmo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olha, tenho que discordar com você em alguns aspectos.
    O Brasil pode ser o pais que menos lê, porem... nunca se leu tanto como se lê hoje em dia. Com a internet, os jovens lem mais, (blogs, microblogs, noticias, etc...)
    E eu adorei Dom Casmurro, ainda leio clássicos (por incrivel que pareça). Acho que se os professores deixassem os alunos escolherem, muitos iam optar pelos romances adolescentes de hoje. Eu acho que os alunos devem ler os clássicos, porém que não fossem estes apresentados primeiro a eles, que começassem com livros mais atuais, pra depois pensar nos antigos.

    ResponderExcluir
  5. Dom Casmurro, realmente nem lembro quando li... Assim, acredito serem relevantes teus argumentos. Realmente, devemos aprender a gostar de ler através do que julgamos ser bom. Os alunos geralmente não têm opiniões formadas e grande conhecimento sobre literatura, principalmente aos 15 anos... Quando comecei a ter a matéria. Se não somos obrigados a ler os grandes mestres da literatura, ninguém os lerá! Então acho válido o aluno opinar, mas graças a meus professores eu li muita coisa boa. Seguindo você amigo, segue?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiago, para você ter noção, com nove anoscomecei minha primeira leitura de mais de cem páginas. E um jovem de quinze anos sabe muito bem distinguir o que gosta e o que não gosta. Os livros clássicos são necessários para análise linguística de época, e para mais nada. Leituras mais interessantes (PORÉM DENTRO DO RAZOÁVEL) seriam melhores. Claro que ninguém lerá a saga Crepúsculo em aula, isso seria ridículo, porém uma turma de 15 anos tem capacidade plena de processar a série Jogos Vorazes, e uma turma de 13 anos pode muito bem compreender a série Percy Jackson, e uma coisa perfeita para os 10 anos são as séries Harry Potter e The 39 Clues. Todas elas podem ser aplicadas em matérias além de Literatura/Redação. Jogos Vorazes e Harry Potter sã bons para uso da matéria Filosofia. The 39 Lues e Percy Jacksonpodem ser utilizadas para aulas de História, sem tirar a credibilidade dos clássicos. Lembre, são quatro paradidáticos por ano. Um deles poderia ser uma saga atual, não?

      P.S: Sou professor tanto de História, quanto de Filosofia e de Redação. Adoto todas as sagas que listei em mais de uma matéria.

      Excluir
  6. Concordo, amo ler e sou uma das únicas entre minhas amigas. Se os alunos pudessem opinar sobre o livro na minha sala por exemplo, creio que muitos pegariam o gosto .
    Beijiinhos :*
    @per_feitosparaoamor
    @ferly_victoria
    http://reverseobrlife.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ronaldo, concordo "total" com você eu também adoro ler e muitos desses livros que li (por obrigação) o único que me marcou foi o crime do padre amaro, a mistura de santo e profano, ainda não entendi porque, me atraiu..rs.
    Ahh! estou carente de livro se quiser fazer doação aceito sem nenhum problema, é sério..rs.

    Beijo meu

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.