quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Robôs e Humanos, quem ficará no comando?


O ano 2002 fazia minha apresentação do TCC na faculdade de Ciências da Computação e falava sobre Inteligência Artificial, onde, entre outras coisas, afirmava que a partir de 2012 os robôs fariam parte do dia a dia das pessoas, interagindo com os seres humanos.

Quem assiste TV ou lê sobre novidades na internet já deve ter visto que varias vezes há robôs fazendo mil coisas mundo a fora.

Essa ai da foto é o EMIEW 2, criado pela japonesa Hitachi, ele anda pelo escritório guiando as pessoas e reconhece objetos que são armazenados em seu banco de dados e, junto com a internet, faz associação e reproduz o nome dos objetos.

Eu defendi isso há 10 anos, e continuo com a mesma opinião, os robôs vão sim dominar o mundo/homem.

E o porquê penso isso?

Simples, o homem é ganancioso, quer sempre criar mais que o “inimigo”, então o Japão faz algo, ai vem os norte americanos aperfeiçoar, depois veem os alemães, vem os portugueses, vem os ingleses e assim vai, uma “briga” para ver quem faz mais que o outro, e nisso vão desenvolver em breve essa tal maquina que vai sim dominar o mundo e também o homem, porque ela vai se tornar pensante e vai aprender a ganância humana.

Tudo que fazemos gera uma consequência, os carros são uteis, mas causam trânsitos e destruição no ar, sacolas plásticas ajudam ao homem e atrapalham a natureza, aviões, helicópteros, ônibus, computadores, tudo é feito para ajudar, no principio, mas com o passar do tempo alguém descobre seu lado ruim. E com os robôs será a mesma coisa.

Por isso que teimo em dizer, aproveite as coisas simples da vida, ao invés de cinema, vá ao teatro, ao invés de carro use bicicleta, ao invés MSN sente em um banco da praça e converse com as pessoas, faça da sua vida mais humana.


8 comentários:

  1. Medo de ser dominada por um robô, agora kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu post muito bom mesmo.
    se quiser da ja passadinha lá no meu e segue ja seguindo você!
    http://milharesdelees.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. concordo com vc Ro! acho legal q amigos antigos nos achem no face...desde q, se há possibilidades, claro...nos encontremos na realidade! tecladinhos e gadgets eram coisas inimagináveis na nossa tenra juventude...até q ponto nos unem ou nos separam, eis a questão! nada como o sabor e o cheiro dos pequenos prazeres uma fruta uma flor um ser querido! td de bom!

    ResponderExcluir
  4. Olá chamo-me Antonio Batalha. Vim conhecer seu blog, dar-lhe os parabéns. Pois é muito bom, e gostaria de lhe deixar um convite: Ficava muito grato se fizesse parte dos meus amigos virtuais na Verdade que Liberta. Obrigado e um resto de boa semana.

    ResponderExcluir
  5. É aquilo né, até que ponto a tecnologia é bom para o ser humano? É obvio que precisamos dela, mas acho que aos poucos a sociedade se acaba, as pessoas só se falam por computador, ninguém sai de casa, você liga pro restaurante e a comida chega em casa. A sociedade está fadada a ser destruída pela tecnologia...

    ResponderExcluir
  6. Parece dificil retroceder depois de chegarmos ate aqui!
    Odeio robos.
    Prefiro conversar ao vivo, mas fico muito aqui no pc, muitas vezes conversando.
    Vou de carro, raramente de bicicleta.
    Quero um mundo melhor, mas tambem estou acomodada nestas situaçoes!

    ResponderExcluir
  7. Compartilho desse mesmo pensamento, o ser humano é muito ganancioso e quanto masi quer criar, aquela coisa humana e gosta vai se perdendo. Sim os robôs vão dominar o mundo, certeza.
    Tudo que é criado pensando nos benefícios, vem carregado de grandes malefícios e isso é fato né?
    Ta ai pq me apego acoisas simples, um abraço, uma conversa com amigos, passear no parque, andar de bicicleta.
    A tecnologia nos torna cada vez mais egoísta e egocentricos, não tem como ficarmos sem ela, mas tbm não há a necessidade de perder o que nos restas de humanos.

    Beijão adorei o texto

    ResponderExcluir
  8. Oá Ronaldo,
    Esta desumanização também me assusta. As conversas de olhos nos olhos, os amigos no portão, o ir às compras de carrinho na mão e outras coisas tão simples e que nos faziam tão bem, estão se acabando por diversos motivos. Hoje pessoas se casam pela internet e se conhecem na hora de irem para a cama. O romantismo já era. A paquera, o frio na espinha, a ansiedade do que estaria por vir, a fantasia e tantas outras coisas simples, estão perdendo espaço por tecnologias comodas e que deixam as pessoas tão preguiçosas que até para fazer amor, dão um jeitinho de arrumar alguém pela internet....rsrsrssss....ai meu Deus. Também prefiro nadar contra a corrente. Grande beijo

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.