quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Mente e memória


Três das revistas que assino fecharam o ano de 2011 com o mesmo tema: Memória.


Outro dia conversando com algumas pessoas percebemos que a minha memória é excelentemente excelente. Me recordo de coisas que pessoas sequer lembram que viveram.

Eu juro que não sei se isso é bom ou não, afinal me recordo de praticamente tudo, tanto cosias boas como coisas que deixaram de ser boas, e até coisas nada boas. Muitas vezes me pego a chorar, triste por lembrar de algo. Vivo muito em função do coração, por mais que tente fazer as pessoas usarem a razão eu uso 60% do coração e 40% da razão.

Não é fácil não isso. Lendo as matérias eu tento mudar algo, muitas pessoas me dizem “impossível você deixar de ser Ro e virar Ronaldo” eu também acho, mas vamos ver o que acontece.

Memoria, mente, cabeça e coração, sentimento e amor. É disso tudo que eu sou feito.

2 comentários:

  1. Ronaldo! Você é muito jovem para se preocupar com problemas de memórias. Depois de me tornar uma senhôra sexoagenária, às vezes não lembro nem o nome dos "amigos", mas... nunca esqueço o que tem ocorrido no país (mais pelo deboche do que por patriotismo).

    No outro dia, meu marido, nervoso, acordou e me disse: Ju, qualquer dia vou olhar para você e perguntar: Ju, qual é mesmo o meu nome? E eu vou dizer: Sei lá, nem te conheço!

    Mas, calma, um dia você chega lá... (ô maldade!)

    Que 2012 seja um excelente ano para você (e me perdoe pela brincadeira maldosa). Ju

    ResponderExcluir
  2. Ola Ronaldo,

    Passando conhecendo o Blog, gostei e já estou seguindo, um grande abraço e antes que me esqueça um 2012 cheio de realizações.

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.