domingo, 5 de setembro de 2010

Desmerecimento da classe

Hoje vi um cara reclamando que ninguém dá valor à classe de trabalho dele. A frase dita foi essa “É domingo de feriado prolongado, o pessoal viaja e como eu fico? Cadê o meu ganha pão?”

Ai você deve estar pensando qual é o emprego do cara né?

Pois bem, ele é flanelinha, ou guardador de carros estacionados em via publica.

Eu não fui dialogar, pois duas vezes já discuti com ele sobre isso, pago meus impostos, pago o seguro, e ele quer que eu pague para ele olhar meu carro nos 15 minutos que fiquei parado para pegar o resultado da minha tomografia?

Uma vez disse à ele “paro onde quiser pois pago meus impostos, estudei para trabalhar, trabalho desde os 14 anos e não vou dar esmola não, e nem adianta fazer nada no carro pois o mundo conspira contra você, qualquer coisinha que tenha no carro posso dizer que foi você, e ai sua casa vai cair”

Nunca mais ele veio me pedir nada, mas está ali, todo santo dia ganhando dinheiro fácil de quem fica com medo de que eles façam algo no carro.

Isso é mais uma mostra de como a população tem medo das coisas, medo de mudar, para acabar com essa raça é só deixar de dar dinheiro, simples assim, ai eles vão ter que procurar um emprego digno.

Posso ter sido grosso ao agir dessa maneira, mas eu fico indignado com isso, um cara desses é capaz de ganhar por dia o que um trabalhador direito ganha no mês.

Muda gente, muda o jeito de agir e pensar.

9 comentários:

  1. É, essas coisas são complicadas,eu sempre ajudo o máximo que eu posso quem precisa,mais só se estiver vendendo bala, pipoca, alguma coisa do tipo,mais fica parado sem fazer nada e só pedir uma esmola? vai arrumar alguma coisa, uma coisa você arruma, isso é com certeza,por menos que seja o trabalho você sempre consegue alguma coisinha..
    Sei lá, cada pessoa tem uma opinião diferente sobre como você agiu com o flanelinha, eu não posso dizer nada, pq eu também não sei o que dizer hehe.. mais cada um tem uma opinião.

    ResponderExcluir
  2. É um problema urbano sério... dar dinheiro - as moedinhas que não te fazem falta podem alimentar um submundo que muitas vezes está associado ao crime. Te entendo sim! Tem outros modos de melhorarmos as coisas: educação e trabalho é um bom começo!
    Saúde...

    http://borboletaeachuva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. É precisamos mudar e rápido pq ta cada x mais difícil ...Desculpe a ausência... Passa la no blog
    bju

    ResponderExcluir
  4. oiiii, assim aqui no lugar que moro não tem esse tipo de serviço pq é interior (na verdade é uma cidade pequena, tem menos de 8 mil habitantes), dai tu pode deixar o carro aberto que ninguém leva (mas não faça isso com bicicletas, bicicletas são roubadas haha)...
    mas qnd eu saio geralmente tem esses 'tios' que cuidam do carro, normalmente eu dou uns trocados para eles, pq pelos menos o carro fica com alguém olhando, mas sempre pago qnd eu volto pro carro, combino com eles e tal... nunca me estressei com nenhum deles, até dia desses eu e meu namorado batemos o maior papo com um deles que era do nordeste e dizia que o pessoal do sul era gente boa hehe, enfim respeito prefiro que eles fiquem 'cuidando' do carro que roubando da gente :)

    beijo e gostei do blog estou seguindo :)

    ResponderExcluir
  5. Ah pois é feriado aí no Brasil . dia da independência, nao é?

    ResponderExcluir
  6. Gente...

    "essa raça..."
    'trabalho direito..."

    mas o que é isso? Quem sae culpamos o flanelinha pela Guerra do Iraque também. Antes de mais nada, não vamos esquecer o mais importante, QUE FOI ESQUECIDO, o cara é um SER HUMANO!!!!!!

    Já ouviram falar em exclusão social? O cara não está ali por que quer...quando ele nasceu a mãe dele não disse: "meu filho vai ser flanelinha..."

    Por favor...vamos pensar....voces que tem essa opinião porque simplesmente, ao invés de ser extramamente grosso, não diz:
    "quer dinheiro, vai lá em casa e corta minha grama, limpa o pátio..." aposto que não fazem isso, pois claro, o sujeito tem cara de marginal, e além do mais nem faz um trabalho "direito".

    Dar esmolas nao contribui obviamente, mas oferecer trabalho sim. É muito fácil ter essa atitude com o flanelinha e deixar assim mesmo, afinal, commo dizia um aantiga música...

    "...AS PESSOAS NA SALA DE JANTAR ESTÃO OCUPADAS EM NASCER E MORRER"

    Muito mais que um "problema urbano", é um problema social! Meu, seu, de todo mundo!

    E a sua "mudança' é quase um: "vamos exterminar essa raça.." e ainda dizem que somos civilizados...

    Impossível negar, fiquei bastante chocado com esse post...

    Felipe Nóbrega
    ffnobrega@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  7. oi obg por ficares no meu blog.... gostei tb adorei e fiquei .... bjos

    ResponderExcluir
  8. Em minha cidade este problema começou a aparecer, a moedinha faz com que se crie vícios indesejáveis para comunidade.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  9. Que palavras lúcidas! Que pensamento independente! Te digo: meu voto é da Marina, e sim: tem chance a esperança e ela é verde!!!

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.