quinta-feira, 8 de abril de 2010

Funcionário é obrigado a fazer tudo?

Acabei de ler que o ator Neal McDonough, que era um psicopata em 'Desperate housewives' foi desligado do elenco da série 'Scoundrels', da ABC, por se recusar a fazer cenas de sexo com seu par, a atriz Virginia Madsen.

Ele é um religioso (é católico praticante) pai de família e disse que não queria passar isso as filhas dele.

Bom, sempre tive colegas falando que queriam ser atores para beijar, fazer essas cenas e tal, o que é considerado normal pela sociedade, e ai aparece um cara que é contrario a isso e perde o emprego?

Você no seu emprego faz tudo o que o chefe manda? Estilo Rubens Barrichello que deixou de vencer por ordem dos chefes?

É uma situação complicada, o cara é ator, sabe que vai passar por isso, então ele teria que, ao assinar contrato, explicar que certas cenas ele não faz. Se pensarmos o Rodrigo Santoro, no filme “Carandiru” faz um homossexual e até beija o outro ator na boca, cada um é cada um.

Para tudo há uma conversa, o combinado não sai caro.

10 comentários:

  1. Acho que tudo deve ser pesado e analisado. Há sim chefes por aí que pedem absurdos aos funcionários. Acho que um ator está sujeito a isso né? mas também entendo o fato dele não querer ir contra os próprios princípios religiosos.

    ResponderExcluir
  2. Claro que um chefe não pode pedir coisas abusivas a seus funcionarios, mas ele sabendo que é um ator deve ter em mente que pode estar sujeito a isso, mas tbm entendo o lado dele, suas preocupações... é um caso onde deve haver um dialogo antes de demiti-lo

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. se for contra teus principios não acho certo obedecer. concordo com o ator (:

    ResponderExcluir
  4. Ronaldo,

    Regras são regras, quando assinou o contrato com certeza estava sujeito a tudo que lhe fosse imposto, porém, deveria ter feito antes suas imposições para poder assinar o tal contrato, concordo contigo excelente postagem.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  5. Trampo é trampo, existem os ossos do oficio, mas dai a fazer tudo que o chefe manda ja é demais...Cada um sabe de si.

    ResponderExcluir
  6. passando pra avisar que estou mudando do blog ponto de continuação para o blogandoconversafora.blogspot.com.

    no meu último post escrevi uma crítica ao trabalho sono do lucas silveira da banda fresno - "baixe beeshop você também. eu recomendo!".

    ronaldo, tire por favor o link do blog antigo da sua lista de blogs e coloque este novo endereço. valeu!

    ResponderExcluir
  7. Gostei.
    Eu sempre uso essa frase: "O combinado não sai caro"

    Tudo tem que ser analisado e conversado, antes de assumir o compromisso.


    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Caro Ronaldo, muito boa esta postagem e muito interessante também. A minha opinião é a seguinte: essa história de demissão está estranha porque, normalmente, um contrato assinado mostra todas as cláusulas com antecedência.
    Quanto à atitude do cara se recusar a fazer cenas de sexo em nome da família, achei uma nobre atitude. Ele foi fiel às suas convicções.
    Belo post! Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. A realidade necessita de analise,porem a causa e efeito,são relacionaveis apos serem equacionadas.
    www.vivendoteologia.blogspot.com

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.