terça-feira, 27 de outubro de 2009

Não faça amor, faça guerra

Counter Strike Sempre ouvimos a seguinte frase “Não faça guerra, faça amor” mas se olharmos para os lados o que vemos não tem muito do amor não, as pessoas se preocupam muito com o que “dizem” para as outras.

O por que disso tudo? Bom, sábado fui na galeria Pajé, vi alguns games para vender, fui comprar um de futebol e um de skate e, enquanto estive La, foram vendidos uns 20 jogos de guerra, luta ou afins.

Quem usa o Facebook sabe que tem vários aplicativos, eu costumo brincar de fazendeiro no Famr Ville, e me questionaram o porque não brinco no Mafia Wars. Simples, foi uma escolha minha. E, assim como na vida real, no faz de conta eu também não procuro coisas agressivas.

Tem gente que fala que é para aliviar o stress, para descarregar energia e tal, claro que cada um é cada um, mas acho que existem outras formas, por que já vimos loucos que se deixam influenciar pelo game.

Respeito o gosto de cada um e sei que cada um tem sua maneira de propagar a paz, então que façamos no real diferente do virtual.

19 comentários:

  1. Eu tenho dois meninos e sei como é isso... eles adoram jogar FIFA, mas não dispensam os jogos de luta... parece que a sociedade ensina mesmo sem querer né?

    Eu só gosto de jogos que são de corrida...mesmo assim não é vício.

    Eu tenho assistido algumas séries e eu vejo como os americanos tem problemas com jovens violentos... mesmo sendo de uma classe favorecida. Não sei se são os jogos ou negligencia da família. Agora aqui é falta de saúde, educação e segurança mesmo.

    bj

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo com você é uma questão de escolha, como tudo na vida. Na minha casa nunca deixei que brincassem de armas, uma vez ganharam aquelas pistolas de agua e eu dei. Games ainda não fazem parte no nosso dia a dia, quando só tinha duas meninas conseguia segurar... Agora meu menino tem 2 anos, acho que consigo levar até uns seis anos sem vídeo game. Acho que vícia, prefiro que eles brinquem de bola, de bicicleta, de corda, pega pega no sol... Minha filha de 5 anos me pediu um Nintendo "DS", nunca tinha ouvido falar, rsrsr... Falei que quando ela tivesse 10 anos...rsrsrs... Será que estou radicalizando? Acho que eles já nasceram na era virtual, não precisa forçar... Beijos...

    ResponderExcluir
  3. Olá Ronaldo, bom dia meu querido.

    Gostei da sua exposição viu!!!
    Particularmente não gosto de cenas, coisas, atos agressivos e tal...
    Minha amiga diz que eu vivo no mundo a lua...rsrs... ai até criei um novo blog para homenagear eu mesma heheeh


    bjos fofos

    ResponderExcluir
  4. Concordo...viu...gostei da sua exposição.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  5. Seria bom se todos usassem com o fim de desestressar no virtual... mas as vezes, as pessoas estão tão loucas, que o mundo real, vira um mundo banal.
    Falo de violência no meu blog hj. se der, passe lá!

    bj

    ResponderExcluir
  6. realmente, as pessoas só falam, mas nao fazem nada.
    Acho que os games de luta sao muito sem graça e é obvio que influenciam no comportamento daqueles que jogam, principalmente dos menores. è impressionante que muitos preferem jogar ou assistir ccoisas violentas do que esportes ou video game de futebol, com o argumento que é mais emocionante. Bom isso mostra oq ue a pessoa julga ser emocionante.

    beijo

    ResponderExcluir
  7. "Faça amor não faça a guerra"
    Melhor jeito pra aliviar o estresse.

    ResponderExcluir
  8. Oi Ronaldo, mô tempão que não vinha aqui...Concordo com vc, aliás em particular pra mim, as poucas vezes que joguei algo violento, em nada serviu pra aliviar meu stress, pelo contrário, no outro dia dava era vontade de poder matar uns igualzinho como se faz no jogo, sem o menor pudor, culpa ou remorso... Pra mi violência só gera mais violência...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Olá Ronaldo. Obrigada pela visita no só entre blogueiras. Quanto a postagem, talvez o virtual provoque sensações reais que no dia-a-dia não teríamos coragem de fazer ou praticar. Eu particularmente não curto muito jogos, mas sou viciada em Chess.Fazer o quê? Culpa da adrenalina.
    Até mais

    ResponderExcluir
  10. Achei esse Meme a sua cara e indiquei vc. Passa lá no meu blog e pega.

    ResponderExcluir
  11. - Concordo, esses jogs influênciam msm, dois amigos meus,a um tempo atrás começaram a jogar esses jogos agressivos e ficaram "viciados' e realmente eles ficaram agressivos ,eles não notaram mas eu notei e muito! rs q crazy não?! xD

    aaaah gostei e ja tô seguindo oks?!

    ResponderExcluir
  12. Espero que com o amadurecimento as pessoa consigam enxergar que tudo é bem mais simples que imaginam não precisam inventar desculpas de jogos, de agressão basta saber viver, paz.

    ResponderExcluir
  13. Eu tb penso assim, eu gosto muitooo de seriados de terror, vampiros e n vou mentir que meus filmes prediletos são geralmente de guerra ou suspense, e sempre há muita morte e tals,mas eu gosto por um motivo, sempre tem um lado bom, assim como tudo na vida... há sempre duas forças: luz e escuridão, o que nos difere é o caminho que escolhemos... há pessoas que n sabem o valor de uma vida. O que falta no ser humano é SER HUMANO!

    adorei seu post!

    beijão :)

    http://pequenab.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Então... Hoje eu games qualquer tipo, não sei se eu e os Nintendos e afins não gostam de mim e por isso nunca me dou bem. Porém já fui criança um dia e meu GAme favorito era o Mortal Combat. Bom eu amava o Game e vi todos os filmes lançados na época. porém apesar da pouca idade, eu conseguia separar a fantasia com a realidade. O problema é que são poucas as pessoas que conseguem fazer isso. Tenho uma sobrinha e me preocupo com tudo que ela vê na TV. Graças a deus ela não gosta de desenhos japonês (qual grande parte tem violência. O tio aqui ama a série cavaleiros do zodiaco e me preocupo em ver (quase que escondido).
    Abç

    ResponderExcluir
  15. Me perguntam a mesma coisa...pq Farmville nao Mafia Wars?

    Vou ser sincero, tb nao entendo muito como descarregar a tensao e o stress provocando mais tensao e stress.
    Quem me dera eu tivesse uma Farmville real, para desestressar de verdade.
    bom feriadao

    ResponderExcluir
  16. Perguntei a um sábio,
    a diferença que havia
    entre amor e amizade,
    ele me disse essa verdade...
    O Amor é mais sensível,
    a Amizade mais segura.
    O Amor nos dá asas,
    a Amizade o chão.
    No Amor há mais carinho,
    na Amizade compreensão.
    O Amor é plantado
    e com carinho cultivado,
    a Amizade vem faceira,
    e com troca de alegria e tristeza,
    torna-se uma grande e querida
    companheira.
    Mas quando o Amor é sincero
    ele vem com um grande amigo,
    e quando a Amizade é concreta,
    ela é cheia de amor e carinho.
    Quando se tem um amigo
    ou uma grande paixão,
    ambos sentimentos coexistem
    dentro do seu coração.

    ResponderExcluir
  17. Adorei teu blog Ronaldo. to seguindo...

    Todos sabemos que tudo com o que convivemos nos influencia. O que vai determinar o que é positivo ou negativo serão sempre nossas escolhas. Dê uma faca a uma pessoa de bem e ela fará uma comida gostosa pra alguém que ama; dê uma rosa para uma pessoa do mal e ela usará os espinhos para ferir alguém. Melhor do que proibir jogos é propor uma cultura de paz.

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.